COMO ATENDER A FISCALIZAÇÃO DO TRABALHO

IMG-20170921-WA0019

O Sindibor promoveu, no dia 21 de setembro, o curso “Como Atender a Fiscalização do Trabalho” em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – Fiesp e a Confederação Nacional da Indústria – CNI.

 O objetivo do treinamento, ministrado pelo consultor Dr. José Eduardo Gibello Pastore é explicar quais os cuidados devem ser observados ao receber o fiscal do trabalho nas empresas, quais documentos podem ser exigidos e qual é o limite dessa atuação.

A fiscalização do trabalho tem por finalidade assegurar, em todo território nacional, a aplicação das disposições legais no que concerne à proteção dos empregados no exercício da atividade laboral.

Atentando-se não somente as principais características da fiscalização, a legislação e as normas gerais e específicas, Pastore dedicou parte da programação às questões subjetivas e estratégicas, promovendo exercícios e reflexões sobre todo processo de fiscalização.

O palestrante também falou sobre a Reforma Trabalhista. Para ele esse é o momento de buscar esclarecimentos sobre os avanços alcançados. “Precisamos difundir tudo o que está na lei, mostrar que ela não precariza nada, que ela veio para conferir segurança jurídica para o empregador e ao mesmo tempo proteger o trabalhador”. Destacou também a o fundamental papel do Sindicato Patronal na disseminação deste conhecimento e, nesse sentido, elogiou todas as iniciativas que o Sindibor já promoveu e ainda promoverá.

Começe a digitar e pressione ENTER para pesquisar